segunda-feira, 12 de junho de 2017

Segmentada: Capítulo 06 - A selvagem e o rei dos demônios

>> Antes da história <<

Feliz dia dos namorados!
Decidi postar hoje e com ênfase no relacionamento do Akio e Elena
exatamente porque é uma data muito especial para mim. *~* Dia dos namorados. Carlos Cardoso, amo muito você. Muito mesmo! <3 Você é o Akio na minha vida. :3 Você é meu motivo para eu sempre seguir em frente.  
 Jack já se tornou protagonista assim como Akio e Elena graças ao grande índice de aceitação devido o humor do personagens, suas atitudes revolucionárias e seu desleixe quanto aos acontecimentos.
Quem me conhece sabe que eu Shippo Orihime x Ulquiorra do anime Bleach, embora eu ache a Orihime muito irritante. Por isso coloquei os dois na imagem abaixo e porque ainda não encontrei um ilustrador. ç-ç
Também não posso deixar de demonstrar minha insatisfação em relação a algumas blogueiras - não vou citar nomes- e seus comentários vazios, só para deixar link do site delas, se promoverem as custas dos outros e não leem nada. Então, queridas, para que ta feio, né? :) 
Mas agradeço as demais que realmente acompanham como Daiana, Alice e Priscila, às críticas construtivas e ao apoio dos meus amigos Mariana Nunes, Kaique Barbosa e Derick; e do meu eterno Akio, Carlos Cardoso. :3 

>> End <<


Sinopse Atualizada: 

Akio é o guardião da chuva da Belphegor Demons, uma organização muito estranha onde cada integrante representa um atributo: céu, sol, chuva, tempestade, trovão, nuvem e névoa. Sua chefe está morta por motivos desconhecidos. Cega por vingança, Luna , guardiã da tempestade e nova chefe acredita que Akio seja o culpado. Agora inicia-se uma perseguição insana onde ele precisa provar sua inocência. No meio disso tudo, encontra uma garota que aos poucos modifica os sentimentos dele: Elena. E faz amigos para a eternidade como o implacável Jack.





Capítulo 06- A selvagem e o rei dos demônios

"Eu, amar alguém? Não seja tolo! Sou um ser criado para não ter sentimentos desse tipo!" - Akio Daichi




Existiram duas flores que cresceram no mesmo ambiente e se adaptaram as mesmas dificuldades, entretanto cada flor cresceu de um jeito diferente. Enquanto uma mostrou-se uma pura e selvagem  de pétalas brancas com pequenos espinhos como defesa natural, a outra cresceu como uma planta carnívora que atraía a todos com uma  falsa beleza e no fim devorava suas vítimas. Mas como dois seres que começaram tão igualmente, tornaram-se tão diferentes?

Ela pensava sobre isso todos os dias, desde que Margot perdeu o controle e esqueceu suas origens.

Elena e Margot cresceram juntas na vila das Cigarras. Elena sempre foi protetora com Margot, pois muitas vezes a amiga não conseguia proteger-se sozinha e era muito assustada. 

Quando as duas eram muito pequenas, a vila foi atacada por demônios. Elena viu os pais serem devorados por eles enquanto um soldado da vila carregava ela e Margot para longe do perigo. A cena de ver, ao longe, aqueles seres asquerosos arrancando seus pais dos escombros e desmembrando-os  como se fossem bonecos de argila e devorando-os marcou para sempre a memória das duas.

Elena aprendeu o básico do que ela julgava ser ''magia branca'' para curar os sobreviventes da guerra entre humanos da vila e demônios. -Mas eram chamas do sol em seu estado primário. - Margot voltou-se à magia negra e proibida firmada no pilar da vingança. O preço para tanto poder foi a perda da pele, juventude, cabelos e dentes. Tudo apodreceu e degenerou-se, resultando na Margot que Elena conhece atualmente.

A magia de Margot matou todos os demônios, porém inúmeros soldados foram sacrificados no campo de batalha. As almas das vidas que ela tirou a atormentaram o tempo todo e o poder a consumiu. Margot conseguiu vingar seus pais e os de Elena, mas nem eles estavam satisfeitos com isso.

Assim como muitos órfãos, Elena passou a viver na floresta, vendendo flores na vila de vez em quando. Margot vendia desejos realizados em troca de algo muito precioso. 

Com o tempo, Elena passou a gostar de um rapaz da cidade. Ele era o típico bem-feitor, simpático e gentil da vila, vindo de longe, tinha os olhos de tonalidade rara. Violeta, como as pétalas das flores que vendia. Elena soube que ele lutou aos doze anos contra os demônios. Sempre comprava flores, sempre era gentil e a protegia.

Por outro lado, Elena menosprezava Akio por ser um demônio. Sem entender que a origem do seres não importa. E o lobo era brando e calmo, enquanto o cordeiro era um monstro. 

Daniel acreditou que Margot havia salvo sua vida quando esteve doente. Quando Elena sacrificou-se pelo antídoto, Margot atirou uma maldição. Elena tornou-se um brinquedo de tortura de Margot, sendo arremessada em ilusões catastróficas, pesadelos e sofrendo danos físicos. A sensação de caminhar sobre agulhas, fazia seus pés sangrarem a noite. Até Elena se acostumar com a dor e as torturas.

Com o tempo , Elena tornou-se resistente à dor. Mas não livrou-se da maldição.

Daniel pediu Margot em casamento, acreditando que ela era sua salvadora. Os dois casaram e quando Daniel a beijou, Margot sorriu, um sorriso podre. Os cabelos caíram, assim como os olhos e os dentes, a pele se degenerou. Tarde demais. Estava casado com uma bruxa. 

-Sua verdadeira salvadora é aquela menina que vive a vender flores....por sua causa ela está em uma maldição inquebrável....para te salvar!

Margot ria alto, já ao lado dele, enquanto ele corria assustado. 

-Me solte!

-Agora somos casados, você disse SIM, esqueceu? -Margot não parava de rir.

Elena sorriu ao lembrar de tudo aquilo, enquanto ouvia as instruções do tutor que lhe entregara um par de luvas de... de que eram mesmo aquilo? Elena nunca lutou boxe, Akio demorou-se a explicar e a ensiná-la como colocava as luvas. 

Estavam na primeira sala, um ringue de boxe bem iluminado, onde treinaria com Taylor. Afinal, guardiões do sol focam no corpo a corpo e aquele guardião era perito em muay thai. 

-Akio, Akio...

-Depois nos falamos, já sabe o básico...

-Anda logo, seu vermezinho inútil! - O mestre de Akio, Gin, não parava de gritar. - Não é aqui que vamos treinar.

Elena segurou Akio pela manga da camisa e o abraçou forte, ficando nas pontas dos pés e deixando o rosto molhado colar-se ao dele. Tudo o que ele pôde fazer foi abraçá-la de volta e cheirar seu cabelo rosado. Tinha cheiro de mato e cereja segundo o olfato do demônio.

-Desculpe te tratar mal aquela vez...

-Quando? -Para Akio, Elena sempre o tratou mal então não sabia qual situação ela se referia. 

-No começo...por você ser um demônio. - Lembrou-lhe do dia que Akio chegou à vila e da seguinte frase que pronunciou: ''Demônios não amam. São apenas seres desprezíveis que merecem a morte. E você é um deles.'' - Você só quis me ajudar porque eu caí e eu falei mal de você para todos...Daniel e Margot eram os verdadeiros demônios em forma de gente e mesmo assim eu acreditei neles. 

-Eu já esqueci isso - respondeu ele, enxugando o rosto dela, o azul dos olhos dominando-a, como sempre. - Faz muito tempo. 

A voz, os olhos, o sorriso...tudo naquele demônio azul atraía a pequena. Possível humanos gostarem de demônios? E se Akio fosse diferente dos outros? Ela nunca o viu devorar nada a não ser carne mal passada e comida humana.  

-Que romântico! - exclamou Taylor, retirando seus óculos escuros por um instante e observando a cena como quem vê uma novela mexicana.

-Cale a boca! Esses preguiçosos vão treinar por bem ou por mal .... - Gin ia avançar para dar um soco em Akio mas Mirai meteu-se entre os dois. 

-Deixe os dois conversarem antes. - Disse secamente, segurando-o pelo casaco e arrastando-o. Ela tinha uma força bruta incalculável mesmo com a mão ferida. 

Akio abraçou Elena e a beijou de leve nos lábios, passando as mãos nos cabelos da menina como na primeira vez. Lembranças do primeiro beijo vieram na mente dos dois e os corações batiam num ritmo acelerado e sincronizado, como se fossem um só.

-Pronto, era um beijo que queria, aí está seu beijo - ele riu, uma risada levemente maligna que transformou Elena em um bichinho assustado e envergonhado. 

-A-Akio....- ela apenas gaguejou, sem reclamar, apenas o abraçou.

Estava sentindo algo novo. Era a primeira vez que se apaixonava. Percebeu que apenas admirava Daniel por ele ser um caçador de demônios. Akio, por outro lado, formava com ela um doce elo que evoluía aos poucos e se fortalecia com os momentos de convivência. Akio desatava cada compota e derramava um novo sentimento, misturando tudo numa aquarela viva de calor. 

Enquanto acariciava o rosto dela e afastava-se, viu algo que nunca prestou atenção antes pois nunca a vira de vestido com o pescoço exposto, era sempre aquele casaco velho que a deixava parecendo um moleque de rua. Akio notou um colar, um rosário, com uma pedrinha fragmentada em sete. 

-Ela tem o rosário com a sua alma lá e as nossas....-disse Asmodeus, dentro de Akio, observando tudo e torcendo para que em algum instante os dois voltassem a se beijar. - Ela é a segmentada.

Akio engoliu em seco, ficando cada vez mais pálido.

-O-onde você conseguiu isso? - Akio ergueu o pingente do rosário, enquanto delicadamente fazia carinhos no pescoço dela com a outra mão.

-Isso? - Ela tremeu e encolheu-se - É...eu não lembro, desde que me conheço por gente tenho isso aqui...

-Andem logo, seus preguiçosos!

Akio pegou a katana e olhou para Elena.

-Depois precisamos conversar sobre o rosário.Nem sei porque você está me ajudando, bom... err...gostei do vestido...ficou bem em você...

-...Claro, agora pode ver as curvas dela, não é mesmo? - Os risos de Asmodeus ficavam mais insuportáveis a medida que Akio corava e acabava reparando nesses detalhes sugestivos. - Decote, pernas....repare bem Akio.

-Cala a boca!

-Não me manda calar a boca, moleque! - Gin agarrou Akio pela orelha, arrastando-o.- Seu lixo!

Gin arrastou Akio para o interior da sala e os dois sumiram na escuridão. O campo de treinamento de Akio seria uma das salas construídas por Jack e sua esposa, a sala 7, para guardiões da chuva. Era a última de todas as salas, um esgoto úmido e fétido para o desprazer do rapaz. 

Taylor, por sua vez, entrou com Elena na primeira sala. Lá um ringue de boxe havia sido montado. Holofotes iluminavam todo o campo de batalha, mas isso não é uma vantagem. Os holofotes impediam que Elena enxergasse qualquer coisa e eram como vários sóis sobre a mesma.

-Vamos lá, querida... - Taylor conseguia enxergar tudo, pois estava a usar óculos escuros - ...é um treino de resistência física. O guardião do sol protege sua família com seu próprio corpo.

Elena não sabia lutar boxe. E impedida de abrir os olhos por causa da luminosidade, apenas levou vários golpes consecutivos. Durou menos da metade do tempo que Luna com Taylor, para a infelicidade do rapaz. 

-Pelo visto vou ter que ensinar tudo quando acordar...até o básico do boxe...- ele riu, pegando-a pelos cabelos de uma maneira nada delicada e espancando-a. 

Lúcifer's famiglia trata-se de uma família mafiosa que surgiu nos primórdios da máfia.  Os membros não tinham respeito por absolutamente ninguém. Taylor odiava garotas assim como Luna não suporta homens. Então ele não se importava em bater em uma. 

Elena só lembra da dor dos músculos sendo esmagados pelo punho do homem, em uma batalha onde mal pôde reagir. E do rosto dos sete pecados novamente. 

''O rosário armazena a alma do Code Emperor'' era a voz de Asmodeus novamente, dessa vez na mente de Elena. '' Por isso ele está com você.''

-Aquele homem parecia que queria te matar! - Ouviu Mirai resmungar, a voz cheia de raiva. O cheiro de álcool adentrou as narinas de Elena e fez ela despertar com o ardor. - Quanto exagero, você é apenas uma menina.

 Elena continuava semi-inconsciente, mas seus cinco sentidos reagiam com o ambiente ao redor como o som dos ponteiros do relógio na cabeceira, o conforto da cama e o cheiro ruim dos medicamentos aplicados. A dor. As vozes misturadas. 

-Ei, quieta ou não ganha beijo...- brincou uma voz familiar e grave que a fez reagir debatendo-se. -...que surra tomou, hein? Meu treino acabou agora... também levei umas boas porradas.

-Akio, melhor não aporrinhá-la. - Mirai sacudiu a cabeça sorrindo e voltando a enfaixar o braço da Elena. Ainda não se curou totalmente da batalha contra Luna e não parava de se remexer na cama. - Segure sua esposa, sim?

-Ela não é...ah dane-se, se ela cozinhar para mim eu caso... - provocou Akio, a fim de que Elena reagisse. Estava preocupado. 

-Não sou tua serva, idiota...- Falou, sufocada, apertando os lábios para não gritar enquanto Mirai fechava os curativos. 

-Hmm...não, é?

-Não! Se quer uma serva, vá ao mercado negro e compre uma!

-Mas eu quero você - Akio riu, brincalhão, porém falava sério sobre querê-la. 

Elena abriu os olhos, ainda fraca.

-Aquele miserável vai pagar por machucar você dessa forma, era um treino e não um massacre...aliás, está pagando....

-Como assim?

- Digamos que eu o tranquei por ''acidente'' num salão cheio daquelas dançarinas exóticas...elas não farão nada, só vão ficar perto dele e isso irá deixá-lo louco. -Akio sorriu perversamente, exibindo o par de presas, traços de demônio e os olhos vermelhos típicos de quando se irritava muito.

As meninas não seguraram a risada, imaginando a situação. 

-E ainda nega quando falamos que se gostam... - a hunter deu uma gargalhada, terminando os curativos de Elena. 

Akio corou mas rapidamente disfarçou com um pigarro.

-Elena é uma pessoa boa e que sofre muito, eu vejo isso mas não sei as outras razões...não vou deixar mais ninguém machucá-la. Ela não tinha ninguém mas eu estou aqui agora.

A mão dele cobriu a dela e a fitou, fitou o rosário e deu de ombros. Sentia uma ligação com o rosário, assim como todos os demônios herdados do Code Emperor. Elena foi mesmo Victoria, assim como ele foi Daemon, há muito tempo atrás. Estava confuso.  

-Quando Luna vier, coloquem disfarces, Akio, finja que é meu cunhado e Elena minha irmã - agora Mirai  mexia no guarda-roupa procurando seus disfarces.

-Ta, eu sei... Elena, volte ao treinamento amanhã...ele vai ter que aceitar seu ritmo, se machucá-la outra vez eu prendo ele numa ilha cheia de mulheres. 

                                                     x-x-x

Jack não se importou em revirar o escritório inteiro de Zlata e ''profanar'' o ''templo'' da deusa de cabelo ruivo. Zlata era louca, mas não exagerada como Luna. Vivia na bagunça e  desordem, se visse a faxina que Luna fez lhe daria uns tapas. Aliás, onde estava Luna? Ele não estava com a menor vontade de procurar por ela e não hesitaria em derrubá-la.

Uma caixa de madeira avermelhada com o selo da Belphegor chamou atenção de Jack. Viu Luna reclamando por não conseguir abrir. Algo que Zlata deixou e reagia à chama. Mas aparentemente não à tempestade. A fechadura era adornada em volta por uma cabeça de dragão vermelho, sendo que dentro da boca aberta do dragão ficava a entrada para colocar as chamas.

-Aquela maníaca por dragões...- sorriu, instalando as chamas da nuvem na entrada. 

A caixa abriu-se com facilidade, aceitando as chamas da nuvem. Jack abriu a caixa sem muito interesse. Nem pensava em como reagiria se Luna o flagrasse ali. Talvez observaria ela surtar e aproveitaria para sugar toda a chama da tempestade com as chamas da nuvem, afinal Luna liberava muita energia quando estava furiosa e deixava muitas brechas abertas.

Encontrou vários anéis na caixinha. Anéis com o emblema da Belphegor, um dragão claro! Mas cada anel diferia um do outro, haviam mapas de protótipos daqueles anéis e por fim, uma carta dela! Aqueles garranchos eram inegáveis e a data no topo da folha, ela escreveu aquilo no verso de um cupom do mercado.

''Jack, Akio, Elena, seja lá quem for que abrir esse troço.

Se chegarem a isso, é porque ferrou, viu? A máfia inteira quer minha cabeça por eu ser a mais forte - e bonita - e eu tive que fingir que bati as botas de um jeito bem fingido com velório e tudo para evitar que vocês fossem atacados, e até tentativa de assassinar o Akio. Sim, era eu aquela noite. Bons reflexos, Akio, mas se fosse a sério mesmo Elena estaria viúva.
Luna, você é uma doida sem cura, por isso quando criei a caixa,  coloquei um mecanismo que rejeita chamas da tempestade. Você já é ruim da cabeça e vai fazer mais miséria depois dessa. 
Jack, dá uns soníferos para ela até ela ficar 100% e depois cuide da base.  Akio larga de ser ''virjão'' , dá logo uns ''pegas'' na Elena porque ela tá na sua faz um tempão e você que não vê.
Resumindo, esses anéis aumentam a produção de chama: névoa, tempestade, sol, chuva, nuvem, trovão e céu. Uma tecnologia da máfia. Logo o céu vermelho retorna. Proteja os anéis. Honra, dor e glória!''

Jack leu rapidamente, pulando as partes desnecessárias, guardou os anéis e a carta no bolso do casaco quando a porta se abriu. Pensou ser a Luna, mas ela sempre faz um drama antes de atacar. Pegou suas tonfas e espalhou chamas da nuvem nela, indo de encontro aos invasores, mafiosos de outra família, derrubando um a um sem esforço.

-Hm. Parece que temos uns ratos aqui....vou bater em vocês até a morte!

                                                       x-x-x

Já era tarde. Elena finalmente levantou. Akio dormia na poltrona ao lado da cama, olhou para ele e depois viu uma sombra na varanda. A sombra flutuava como um fantasma, mas seus pés não encostavam no assoalho. 

-Elena! - chamou a voz baixinho. 

Apesar do receio ela andou até a porta, ainda fraca por causa do treino, ergueu a voz de Margot mas sua aparência era outra. Uma belíssima mulher de cabelos loiros, pele macia de bebê e olhos verdes claros. Ela com certeza pegou os cabelos, pele e olhos de alguém -literalmente- , parecia uma modelo. 

-O que você quer? 

-Nada, apenas falar que ressuscitei a Zlata como você queria...agora venha comigo! - ela disse sorrindo, os dentes continuavam um buraco negro. - E veja como fala comigo...sabe que posso aumentar suas dores da maldição. 

-Mas eu recusei...eu disse que queria viver...

Pensou em Akio, em suas atitudes impulsivas para protegê-la, no sorriso dele que fazia o seu mundo inteiro ganhar mais vida e seu coração latejar de uma maneira intensa e crescente. Aos poucos, Akio estava reconstruindo o coração de Elena, peça por peça. 

-Eu amo o Akio e...e...

O rosto de Margot se encrespou, rasgando a pele falsa quando se contraiu. Ver Elena feliz era desagradável para a bruxa. 

-Se não vier irei matá-lo.... - com essa ameaça, Elena cedeu rapidamente e deixou ser puxada. 

Mas não por muito tempo.

''Desde quando ele está aqui?'' Perguntou-se ao sentir um par de braços materializar-se e envolvê-la antes de ir para fora da varanda. O rosto de Margot retorceu-se numa careta de pânico. As mãos agora eram patas, garras, uma criatura de chifres, caninos bem desenvolvidos  e um olhar sanguinário pairavam sobre Margot. O reconheceu pelo cheiro, aquele cheiro de enxofre.

-Ela é minha, eu já disse - rosnou a criatura, num tom de voz mais grave e assustador, tão assustador que Elena não ousou protestar. -Ela não vai a lugar nenhum com você nem com ninguém.

A criatura urrou tão alto para Margot que a paralisou um momento.

As chamas azuis envolveram Elena também, enfraquecendo o braço de Margot e adormecendo-o.Depois as chamas azuis foram ficando negras e sendo disparadas em feixes, explodindo o braço de Margot. 

O abraço estreitou em volta dela, conseguia sentir o hálito dele em seu pescoço, causando mais arrepios em Elena. Uma das garras faziam carinho no rosto dela e a outra descia suavemente pela cintura.

A bruxa soltou Elena, Akio  trouxe Elena
mais para perto como uma onça disputando a presa. Naquela forma, ele não precisava de uma espada, aquelas garras eram verdadeiras armas. Mas as garras não machucaram Elena. Mas caso algo que não fosse Elena cruzasse ali, até mesmo um aliado, seria morto. 

Então lembrou das palavras dele: 

''Elena é uma pessoa boa e que sofre muito, eu vejo isso mas não sei as outras razões...não vou deixar mais ninguém machucá-la. Ela não tinha ninguém mas eu estou aqui agora.''

-O que é isso agora? Que diabos é você? - retrucou Margot, ajoelhando-se de dor.

-Quem sou eu? Alguém que vai arrancar a cabeça de qualquer infeliz que se atrever a machucá-la...sou o rei demônio Akio Daichi.

Margot recuou rapidamente, sem tirar os olhos de Elena. Akio manteve o abraço protetor e as chamas que tomavam forma de dragões. Estava em uma forma irracional onde o seu lado demoníaco fora despertado. Os pilares e toda a varanda desabou com as chamas e o peso da criatura, Elena reprimiu um grito e o demônio abriu duas asas, mantendo-se no ar até pousar causando um estrondo com as patas. Os destroços caíram sobre Scorpius que se direcionava à casa de Jack. 

-Akio- Elena o abraçou, esforçando-se para alcançar o pescoço do demônio. - volte para mim...

-Elena...- eram duas vozes ali, Akio e Daemon.

De um modo brusco, o monstro a beijou nos lábios, de uma maneira mais livre, com desejo, usando as asas para protegê-la dos escombros que caíam sobre os dois. Elena pousou as mãos no peito de Akio, fechando os olhos lentamente e sucumbindo ao beijo, movendo os lábios com os de Akio sem se conter também. 

A criatura a colocou no chão quando perderam o fôlego, seus olhos eram assustadores assim como o restante, a pele tomara outra cor e textura, quase todos os traços humanos do Akio sumiram. Elena o abraçou outra vez, grata pela proteção e sentindo-se mais segura. Mas ficou sem entender por um momento, isso porque ninguém nunca fez algo assim por ela. Akio era seu protetor e o laço que criou com ela estava cada vez mais forte. 

Akio desmaiou logo em seguida. Usou muitas chamas e era a primeira vez que se transformava. Akio estava mais pesado que o normal e Elena mal aguentava erguê-lo. Aos poucos, os traços humanos  dele retornavam, a menina o arrastava para casa de novo.

                                              x-x-x 

Jack voltou para casa à meia-noite, ainda processando as informações de Zlata, Mirai e Elena cuidavam de Akio que, por sua vez, resolveu se aconchegar no colo da garota.

-Boa noite... o que aconteceu aqui?

-Margot veio me buscar mas Akio virou um monstro...ela alegou que havia ressuscitado Zlata....

-Acho que vi um bicho mais feio que briga de foice flutuando perto de casa...era a Margot? Pensei que vi coisas por causa da cerveja....

Mirai deu um baita cascudo em Jack.

-Você bebeu?!

-Ai, calma, mulher! - ele colocou as mãos na frente de Mirai, afastando-se - Eu achei os anéis da Belphegor...parece que a Zlata escondeu tudo da Luna. Sabe como Luna é pirada.- Jack mostrou os anéis, a pensar em um esconderijo. -Aqui não é mais seguro. Façam as malas, peguem os documentos falsos.

Antes de Jack terminar  a casa começou a estremecer, assim como paredes e vigas e o telhado foi perfurado acordando Taylor e logo depois o mestre de Akio.

-Que droga é essa? - Gritou Gin, já com a espada na mão. 

-Ai, justo agora que eu estava sonhando com meu bofe escândalo...- reclamou Taylor, numa tentativa frustrada de imitar voz feminina, ainda furioso por Akio tê-lo trancado em uma sala cheia de dançarinas. 

O soco foi feito por Luna, que incendiou completamente o telhado com as chamas da tempestade.  Em menos de um segundo, tudo começou a explodir ao redor deles. Uma mulher de tapa-olho ria ensandecidamente no meio das chamas que destruíam tudo o que tocam.

-Quero os anéis! Agora!

Luna ergueu a mão para Jack que a olhava não muito preocupado, mas com uma cara de ''é hoje que você me paga''. 

81 comentários:

  1. Oii tudo bem?
    Não gosto muito de histórias com fantasias não fazem muito meu estilo, mas para quem gosta ela é realmente muito boa.

    Parabéns ♥

    Beijos,

    wwww.leitorunicornio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito fofa a dedicatória para o Carlos, também gostei do gif. Queria usar alguns mas sou péssima para achar essas coisas.rsrs
    Quanto ao texto, embora não seja o gênero que eu leio eu achei legal, principalmente por você colocar a sinopse pois assim a gente tem uma noção mesmo não tendo acompanhado a história antes.
    Capítulo 6, ah muito coisa importante já aconteceu né.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ciana, os gifs são fáceis de achar, basta criar uma conta no tumblr, tem os melhores gifs.

      Excluir
  3. Posso chipar o Carlos:::
    hehehehehe
    não sou muito fã de fantasia, mas achei tão bacana a história.

    ResponderExcluir
  4. Oii tudo bem?
    Não gosto muito de histórias com fantasias não fazem muito meu estilo.² Euo tenho medo irracional de japoneses...

    ResponderExcluir
  5. Oi Carmen!!
    Hehehehe...shippo o casal Carmen e Carlos
    Então, eu tbm estou no time que não é muito fã de fantasia, mas gostei da forma que vc está conduzindo a história de Akio!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. (re-fazendo o cometário) como eu disse no comentário anterior "Não gosto muito de histórias com fantasias..." Na proxima resenha tome cuidado com o tamanho do seu texto tente resumir mais as suas proximas resenhas... E a fonte use uma mais básica para não tornar a leitura cansativa para os seus leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, o site é meu,então vou escrever o quanto eu quiser. :T Não tenho culpa se o conteúdo não te agrada e não, não é uma resenha. Dica, busque sites do seu estilo e ao menos leia o que a pessoa postou para não confundir.

      Excluir
  7. Olha, ta ficando bem bacana essa história! Quero um Carlos, da pra ser? Hahahahahaha
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fofa! Dá sim, mas esse Carlos é único e especial e, já é meu :v kkkkkk

      Excluir
  8. Mesmo tendo a sinopse me senti um pouco perdida [rsrs, sorry]. Gostei desse capítulo, me interessei pela história,amo fantasia, depois vou ler aos capítulos anteriores, para me interar direito do enredo e também por que fiquei curiosa [rs]. Gostei de sua escrita, só me senti meio perdida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. :3 Sorry pela confusão. Também amo fantasia com mitologia e terror, se ler a história desde o começo vai entender melhor com certeza e tomar uma opinião mais concreta, espero que goste!

      Excluir
  9. Que linda a declaração de amor pelo Carlos Cardoso o seu Akio gostei. Ma uma vez um ótimo capítulo cheio de emoções com os per4sobagens da história. Fiquei com pena do Daniel que se casou com uma bruxa sem saber quem realmente era ela. Ansiosa pela continuação da história, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceramente, quando você ler os próximos capítulos não vai sentir tanta pena dele assim. :v É o que acontece com muitas pessoas hoje em dia, se iludem com lobos em pele de cordeiro. Obrigada, Lu. <3

      Excluir
  10. Fantasia não é o género de leitura mas obrigada por me dar a conhecer. :)

    ResponderExcluir
  11. Nem preciso dizer que amei, fui capturada pelo texto, otima história e sem falar nos personagens, adorei o enredo, fiquei meio perdida porque nao li os outros capítulos, mas aoa poucos vou lendo e vai encaixando na cabeça rsrssrsr.
    Continue assim, pois vc tem um talento enorme.
    Muito sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem pegou a história pelo meio assim fica perdido mesmo.

      Excluir
  12. Oiii flor, tudo bem??
    Achei linda a declaração de amor. Confesso que não me identifico muito com histórias de fantasia, mais achei seu post muito interessante...
    Bjbj

    ResponderExcluir
  13. Eu amo histórias assim
    Onde nossa imaginação nos leva juntos
    Sucesso amore no seu blog bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi, fiquei presa na continuação da história e torcendo para o casal! Pela qualidade do texto, tenho certeza que não fui a única.
    Bjs, rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não foi. Recebi umas mensagens de gente querendo spoiler. kkkkkkkkkk :v

      Excluir
  15. Eu adooooooro histórias de fantasias. Quando finalizar, promete montar um e-book e me enviar? Estou adorando.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou tentar montar um e-book sim, como faz isso? Help me. :c Também adoro histórias de fantasia. :3

      Excluir
  16. Olá!

    Estou seguindo o blog e adorando os posts, amo fantasia! Espero que você consiga publicar ele no papel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, moço. Também espero que isso aconteça.

      Excluir
  17. Olá, tudo bem?

    Nem preciso dizer que a história está cada vez melhor, certo?! Então vou destacar os principais pontos que encontrei no capítulo. Primeiramente, gostei de trazer mais do passado de Elena e mostrar o motivo dela ter essa aversão a demônios. Também gostei de conhecer mais da Margot, que infelizmente seguiu um caminho inverso da Elena e também gostei de saber da primeira "paixão" dela pelo Daniel. É notório que o romance de Elena e Akio está crescendo aos poucos e a forma como eles estão se tratando agora demonstra muito bem isto. A forma que ele achou de despertá-la da surra foi muito boa, gargalhei alto. Amei a forma como ele salvou ela da Margot, estou ficando encantada por ele.
    Mas, o Jack ainda é o meu amorzinho, pois seu jeito me conquistou a primeira vista. O texto que veio com a caixa foi muito bom, também gargalhei alto. Você terminou na melhor hora e me deixou curiosa para saber o que o mozão do Jack irá fazer para se livrar da Luna! Posta o próximo logo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro, Alice, obrigada! Amo ler seus comentários tanto quanto suas resenhas no seu blog!
      Elena sofreu ( e sofre) o diabo não é mesmo? Ela achava Daniel o cara perfeitinho até perceber que o cara não era bem o que ela achava. Akio e Elena meio que estão no romance mas sem admitir diretamente. Então a forma mais fácil para demonstrarem é brigando com todo amor do mundo.
      Jack virou ''crush'' de muita gente. kkkkk É bom escrever sobre ele, ele não ta nem aí para nada e ao mesmo tempo ajuda todo mundo, principalmente o Akio e detona os planos da Luna.
      Beijos!

      Excluir
  18. ooi! Gosto de fantasia e você escreve muito bem!
    A ideia da moça ai em cima de transformar em e-book é otima! Amazon ajuda muito novos escritores. Colocar sua historia no Wattpad também ajuda MUITO!
    Achei super legal ter a sinopse, ajuda a gente se situar mesmo a historia ja estando bem avançada!
    Espero que tenha muito sucesso com a sua historia! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Já coloquei lá no Wattpad e no nyah. Também amo fantasia e não vivo sem um bom livro de fantasia. É, a trama já está bem no meio. '~'
      Sucesso para ti também, fofa!

      Excluir
  19. Olá!
    Nossa tem um tempinho que não venho aqui, então perdi um pouco alguns acontecimentos da história. Porém, mesmo assim tenho visto seu crescimento na escrita e desenvolvimento dos personagens que são bem cativantes cada um a sua maneira.
    Estou torcendo pra que Akio e Elena amadureçam e você consiga colocar eles como um casal. Hahaha. A romântica em mim já quer juntá-los.
    Vou tentar ler os capítulos anteriores.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Perdeu algumas coisitas, então. Rsrs. Também torço para esses dois tomarem juízo, confesso que adoro escrever os momentos cômicos deles.

      Excluir
  20. Olá!!!Esse episódio ficou perfeito para a data hein? Adorei, como sempre sua linguagem é bem cinematográfica e fica fácil visualizar cada cena descrita! Meu coração sangra por Elena! Transforma logo essa história em livro mulher 💖
    Bjoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. =3 Que bom que gostou da Elena. :v Ela é um pedacinho da minha alma.

      Excluir
  21. Oie, tudo bom?
    Amo histórias de fantasia, mas acho que esse tipo não me agrada tanto assim. Acho que como não li os outros cinco capítulos, me senti meio perdida no meio da narrativa, rs.

    ResponderExcluir
  22. Continue escrevendo e exercitando sua escrita!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  23. Eu não conhecia a história e fiquei meio perdida, vou dar uma olhada nos capítulos anteriores para entender melhor. Mas já gostei do que li. Sobre os comentários vazios, infelizmente eles acontecem com muita frequência mesmo, tem gente que só diz: adorei o teu blog e enche de link no comentário.

    ResponderExcluir
  24. Olha vou confessar que você pegou no meu ponto fraco, sou apaixonada por histórias de fantasia, adoro livros com tema de fantasia, mitologia, sobrenatural, eu fico tão fascinada que quero ler tudo é quando termina fico querendo mais história. Adorei a sua história é muito horiginal, é a minha primeira vez aqui no blog, depois vou ler os outros capítulos pra acompanhar bem.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado. Também adoro histórias com sobrenatural e fantasia, então injetei muito disso na história. Volte sempre e bem vinda!

      Excluir
  25. Se tem Akio e Elena com um começo de feliz dia dos namorados eu já shippo mais ainda, nem me aguento! Ai, é muito chato isso de comentar por comentar com total desinteresse ne? Acho que eu sou a citada :P e fico feliz por isso pq tenho acompanhado mesmo e desejado cada vez mais o seu sucesso, inclusive pra encontrar um ilustrador! uma pena que nao saiba pra te auxiliar =( e tomara que esse pessoal se toque pq nao é nada bonito fazer isso né. Gostei de nesse capítulo mostrar mais a história de Elena! Fiquei contente em saber mais, mas devastada com a Margot =( o capítulo está ótimo, como sempre muito bem escrito! E minha paixão pelo casal mais fofo Akio e Elena só cresce hahaha já quero continuaçãooo! Fiquei curiosa com essa tensão da Luna e Jack. Vem proximooo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha que fazer esse especial de dia dos namorados com Akio e Elena. Citei você porque adoro seus comentários e sua presença no blog, Daiana. ^.^
      Realmente essas pessoas que comentam sem ler nada são um saco. :T
      Margot é uma pessoa muito infeliz :/ Luna e Jack ainda vão brigar bastante pelo visto. kkk

      Excluir
  26. achei tão bacana a história. Acho que como não li os outros cinco capítulos, me senti meio perdida no meio da narrativa mais vou dar uma pesquisada pra ver se eu entendo melhor bjs .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo que se sinta perdida, flor. Espero que consiga entender depois de ler o restante.

      Excluir
  27. Amo histórias de fantasia em livros, mangás, filmes, doramas e tudo mais! Coisas sobrenaturais então.. Eu amo mais ainda!

    ResponderExcluir
  28. Nao gosto muito dessa temática, mas para quem gosta seu blog é uma mão na roda! Parabéns pela escrita e pelo engajamento! Muito sucesso! Beijos

    ResponderExcluir
  29. Olá
    Gosto muito de fantasia, a história está bem bacana, eu só tive um probleminha no começo, durante o flashback me perdi um pouco dando a impressão que faltou alguma informação, talvez porque ainda não esteja tão familiarizada com os personagens.

    ResponderExcluir
  30. Gosto bastante de histórias de fantasia. Essa me pareceu ser muito boa. Adorei!
    Beijos e boa sorte!
    www.brincandodeolivia.com

    ResponderExcluir
  31. Olá, Carmem, e não é que o capítulo me surpreendeu. Gostei que tem romance (cheio de humor e cenas de comédia), suspense (com altas doses de ação e aventura) e o que eu mais gosto em histórias como a sua: imaginação (capacidade de transportar o leitor a imaginar os personagens e seus conflitos. Como escritor prezo muito isso em colegas que conseguem essa proeza.

    Parabéns! Esperando o sétimo capítulo.

    ResponderExcluir
  32. casal perfeito em pouco tempo ja me fez amar eles a cada capitulo ficando mais interessante e nos prendendo na leitura parabens continue assim

    ResponderExcluir
  33. Olá flor.Adorei a sua estória.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  34. Oie amores,

    Ai que post mais fofinho... Intenso, mas fofinho!
    Como amante de fantasias, já curti o que li por aqui ^.^

    Beijoka!

    ResponderExcluir
  35. Bom dia, como vai?
    Gostei bastante do tema abordado, bem como a história que pra mim você escreveu em mínimos detalhes, fiquei encantada como mas esse capitulo. parabéns!

    ResponderExcluir
  36. Olá, tudo bem? Leio desde o início dessa história e está evidente, a cada novo capítulo, o quanto você está se aperfeiçoando na escrita e no desenvolvimento do texto. Muito lindo ver alguém escrever com paixão e isso se verifica na tua história. Continue escrevendo e apresentando essa linda criatividade! Bjs

    ResponderExcluir
  37. Oi, você escreve super bem, e embora não goste de fantasia, achei bem interessante o que pude acompanhar do enredo. Gostei também do fato de você ter partilhado a sinopse, pois assim conseguimos entender do que se trata.

    ResponderExcluir
  38. olá!
    Estou acompanhando a história e cada dia ela fica melhor e mais interessante!
    Se você fizesse uma história em quadrinhos ficaria show de bola, pense nisso!
    Mais uma vez parabéns pelo dom e pela criatividade!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  39. Que dedicatória fofa rs. Você já assistiu Sailor Mion? Eu não sei pq, mas todas as vezes que dou uma passadinha aqui no seu blog me lembro desse desenho. Amo esse mundinho de fantasias e o enredo também é muito bom.

    ResponderExcluir
  40. Olá, tudo bem?
    Não sou muito fã de fantasia mesmo assim procurei os capitulos anteriores por me sentir perdida nessa leitura. Curti o modo que você escreve, parabéns continue com as postagens.
    Beijos

    ResponderExcluir
  41. Olá,
    Li a sinopse e achei bem interessante, conseguiu chamar a minha atenção ainda mais pelas referências aos tributos. Me senti um pouco perdida por iniciar no capítulo 6, mas com mais calma leio os anteriores para um melhor esclarecimento.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  42. Adorei o capítulo mesmo sem gostar muito de fantasia, em interessante! Shippei o casal haha parabéns pela escrita! Desejo ainda mais sucesso com a história!

    ResponderExcluir
  43. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  44. Que legal ta ficando sua história,Eu gosto de fantasia assim,E realmente ta ficando ótima continue assim que vc vai longe,eu admito que gostei bastante do capítulo,afinal,Fantasia e romance são meus gêneros preferidos

    ResponderExcluir
  45. Oi!!
    Adorei a sua história, leio muito mais romance do que fantasia, mas me surpreendeu demais a história, e obrigada por colocar a sinopse, não fiquei tão perdida. Continue escrevendo! Parabéns!!
    Beijos

    https://aventureirasliterarias.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  46. olá tudo bem?
    Apesar não ser tão fã de história de fantasia, gostei da leitura, de verdade achei bem legal, quem sabe eu passe a ler mais histórias assim,rsrs

    Massss eu estou shippando esse casal a Carmen e Carlos, adoreiii

    beijos, blog encrespa

    ResponderExcluir
  47. Akio e Elena são precisos e eu irei protegê-los, beijos mundo. Tu não tem noção do quanto eu tava louca para ler o capítulo novo e só vim conseguir tempo (e silêncio) agora, haha. Gente eu simplesmente amo o Jack de paixão, o humor junto com o jeito malandro e despreocupado dele me arranca risos de uma forma que tu não tem noção, ainda mais na parte que ele falou "Sabe como Luna é pirada", hahaha. Morta. Morta mais ainda com essa carta que a Zlata deixou, na boa, se eu fosse o Akio quando a visse lhe daria uma surra daquelas.
    Tadinha da Elena no treino de boxe gente, e morta com o castigo da sala de dançarinas, imaginei a cena na cabeça e quase não paro de rir. Esse que ficou prezo me lembra o Grell do Kuroshitsuji (não me mata) então já sabe que a cena ficou cômica na minha cabeça. Amei ler sobre o passado da Elena e esse finalzão aí, já tô aguardando mais. Haha. Beijão.

    ResponderExcluir
  48. uma vez eu disse aqui se você já pensou em escrever um livro, mas hoje lendo essa historia eu imaginei: porque não um mangá? ficaria show de bola!! parabéns, você vai longe linda
    beijinhos
    levandoaseriio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  49. Não li os outros capítulos, então fiquei um pouco perdida, confesso. Bom, mas vou destacar o que me agradou. Adorei essa questão das duas personagens terem sido criadas no mesmo ambiente, mas terem se tornado completamente diferentes. Os acontecimentos do passado tiveram impactos diferentes nas duas. Também gostei do romance. Não poderia ser mais deferente e conturbado: um demônio e feiticeira (ou bruxa do bem?).
    Também achei que a narrativa está fragmentada. Acho que falta algo. Talvez mais descrição.
    Parabéns! Desejo sucesso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  50. Olá!
    Não acompanhei todos os capítulos, mas acho essa história bem rica e com uma escrita bem bacana.
    Gostei muito desses elementos da natureza inseridos na trama. Tem tudo para agradar bastante leitores que gostam do gênero.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  51. Olá,
    Apesar de também não ter acompanhado os capítulos anteriores a história parece ser bem interessante, principalmente pelos casais. Eu gostei muito desse capítulo, bjs!

    http://fabiisanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  52. Olá!

    Parabéns pelo texto, ficou um pouco grande, até cansativo de ler, mas no final, é bem agradável, principalmente para quem aprecia o gênero.

    ResponderExcluir
  53. Olá, tudo bem? Nossa que ótima história. Adoro fantasias, e a que você construiu é uma bem completa e diferente. Adorei mesmo e ótimo escrita.
    Beijos,
    https://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  54. Olaaaa
    Não curto muito fantasia, mas adorei a forma que você esta conduzindo a historia
    Pode shippar esse casal ja ? Hahahahha
    Parabéns e sucesso

    ResponderExcluir
  55. Adoro fantasia. Gosto demais. E curto ler suas histórias. Parabéns mais uma vez pela criatividade. Uma história dessas merece estar em algo físico. Veja as possibilidades. Essa coisa de mocinha toda bonitinha e monstro é muito 'diferente'

    ResponderExcluir
  56. Oiee!!

    Gostei bastante dessa história, até porque amo fantasia com aquela pitada de romance. Você posta no wattpad ou em outra plataforma?

    Abraços

    ResponderExcluir
  57. Oi, tudo bem?
    Gostei bastante do enredo, sua escrita é bem bacana, só eu que lembrei um pouco de doramas na parte do romance do casal? HAUAUAHAU, amo muito fantasia e ficou incrível essa história! Gostei dos gifs também, representaram super bemmmm! EU LI KPOP? AMO MUITO! BTSSSSSSS E TWICE <3

    Beijos!

    ResponderExcluir
  58. Oi Carmem, sua linda, tudo bem?
    Não conhecia sua história: Segmentada. Esse foi o primeiro capítulo que eu li, por isso confesso que fiquei um pouco perdida. Não entendi muito bem quem eles são. Fiquei um pouco surpresa com a violência do treino dela e a forma como eles se tratam. Mas mesmo assim você conseguiu prender minha atenção. Pena que não posso fazer leituras digitais, caso contrário iria acompanhar. Mas desejo sucesso para você!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, bem-vindos (as).

Por favor, siga as seguintes regras ao participar do blog:

1- Nada de palavrões, palavras de baixo calão, mensagens de ódio, ofensivas. Serão imediatamente excluídas.
2-Respeite a opinião da outra pessoa mas não deixe de expressar a sua.
3- Nada de ''Gostei do post'' , ''lindo post'' ou ''vou conferir'' ou qualquer comentário vazio porque já vou saber que não leu nada. E eu vou ignorar.
4- Pode deixar o link do seu site abaixo do seu comentário, prometo visitar assim que possível.
5- Qualquer sugestão ou crítica construtiva serão aceitas.
6- Divirtam-se, riam, debatam, qualquer problema avise.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...