segunda-feira, 10 de julho de 2017

Segmentada: Capítulo 10 - Daemon e Victoria

Ciaossu, Hitmans!

Ain, meu cunhado João Lucas também está lendo minhas histórias *--*
poxa muito obrigada, seu fofíneo! Obrigada de verdade mesmo! Sobre o capítulo 10, algumas revelações da Margot com uma dose de confusão, mini-batalhas e uma revelação mais que bombástica no final. Espero que os leitores gostem. Ah, abaixo a capa feita pelo Dilson Celestino, obrigada! Os gifs e imagens eu encontrei no tumblr e pinterest.

>> Sinopse Atualizada <<

Akio é o guardião da chuva da Belphegor Demons, uma organização muito estranha onde cada integrante representa um atributo: céu, sol, chuva, tempestade, trovão, nuvem e névoa. Sua chefe está morta por motivos desconhecidos. Cega por vingança, Luna , guardiã da tempestade e nova chefe acredita que Akio seja o culpado. Agora inicia-se uma perseguição insana onde ele precisa provar sua inocência. No meio disso tudo, encontra uma garota que aos poucos modifica os sentimentos dele: Elena. E faz amigos para a eternidade como o implacável Jack e o temido Dill Celestin.




Pela segunda vez, de capa Orihime e Ulquiorra :3 um dos meus shipps preferidos dos animes. 



Deixou ser levada pelas sombras que compunham o espectro. Vencida como sempre, submetida ao egoísmo sem fim de Margot. Sempre sofrendo sem revidar, achando que era o certo a fazer. O tom de cabelo foi voltando ao róseo de sempre, sinal de que a doce Yuuka retornou. Mas já não era a mesma também. 

A pequena vampira acreditava que um dia Margort ia pagar muito caro, o karma um dia iria retornar para cobrar o preço de inúmeras más ações. Às vezes perguntava-se como ela conseguia dormir com o peso de tantas mortes, mentindo e enganando como se fosse uma segunda natureza. 

''E se eu for o próprio karma?'' Essa frase ecoava em seu interior, dando início a uma revolução. 

Ouviu Akio gritar seu nome antes de partir, devia estar perdendo a razão outra vez. Mais lágrimas caíram pela face miúda da garota, garoando lentamente no arco de seu queixo pálido feito giz. 

-Fui boazinha demais, se aproveitaram...- Elena disse no momento que o espectro pousava os pés na pilha úmida e pegajosa de cadáveres, carregando-a como se fosse um pacote - ... você me enganou Margot, fingiu ser minha amiga...

As lagrimas de Elena não paravam de cair, o terror tomava seu rosto.

Margot esperava ansiosa a chegada de Elena. Conhecia bem a personalidade da ex-amiga. Não passava de um clichê de menina sofredora, que se sacrifica por todos e é boa para todo mundo para satisfazer o próprio ego. Essa era Elena, para Margot.

Enganou-se e esse foi seu erro.  

''Deve estar apavorada e vai me implorar para não ir atrás do macho dela e dos amiguinhos mas vou acabar com todos!'' A bruxa pensou, já com planos todos em sua mente, planos de várias vidas.

-Falando assim me deixa magoada, Eleninha! Graças ao seu ego, Elena...-Margot ia aproximando-se do espectro com um facão na mão. - ...eu sairei vitoriosa...

-Foda-se- foi a resposta que veio de Elena, pouco antes de agarrar a mão do espectro e o braço um pouco abaixo do cotovelo, arremessando-o com força sobre o chão de corpos. - Cansei de bancar a mocinha, agora eu serei a vilã. 




Margot desviou do espectro e esse retomou a posição. Elena não expressou mais medo em seu rosto para o espanto de Margot. Parecia outra pessoa. Seus olhos vermelhos vorazes do eu vampiro tomaram conta totalmente de Elena, tornando-a uma garota infernal. Mas o sangue presente ali nos corpos a atordoou por um instante, tornando o ardor presente em sua garganta insuportável e a necessidade de sangue e carne humana tirar-lhe toda a razão que restava. 

Quando deu por si estava a comer e beber as vísceras e o sangue dos corpos das vítimas mais recentes de Margot. Não eram tão bons quanto o sangue de Akio, mas saciaram sua sede e foram aplacando a ardência e o amargo da sede gradativamente. Mas isso serviu de distração.  

Margot riu, começando a proferir palavras para transferência de alma para o corpo de Elena, aproveitando que ela se distraiu com os corpos. Mas Elena a interrompeu quando sumiu de suas vistas e a atacou por trás com um soco direto na cervical, atordoando-a e a jogando para frente. 

-Feitiço de troca de corpos? Acho que não!

- E-Elena?! - Margot não acreditava que aquela garota banhada em sangue era Elena.

O espectro se refez e colocou-se  a frente de Margot, os dedos esqueléticos fechando-se no pescoço de Elena e estrangulando-a. Elena ouviu Margot voltar a conjurar as palavras do feitiço, palavras que Elena conhecia pois estudou magia negra e que sua professora de magia aconselhou a nunca utilizar. 

-Quando pronunciá-las não tem como voltar atrás e sua vida estará destinada ao fracasso...- disse a mulher sábia que ensinou-lhe magia branca.

Garras gigantescas rasgaram o braço que sufocavam Elena, livrando-a do aperto. Alguém a segurou nos braços quando seu corpo caiu e a intensidade do urro de fera arrancou parte das árvores e o resto dos cabelos de Margot, um rosnado familiar fez  Elena sorrir amplamente, mostrando suas pequenas presas de vampira.

Um ser pálido de cabelo preto propositalmente desalinhado, os lábios finos e os olhos vermelhos selvagens...a pele marcada por duas linhas negras finas que pareciam lágrimas.

-Akio... - não conteve-se e o abraçou, agarrando o jovem pela cintura. - ..eu falei para não vir...

-Eu sei, mas se quer que eu continue bem....viva! Eu não te dei esse maldito rosário à toa!

Elena ergueu-se rapidamente, tossindo. Os braços que aproximavam-se sorrateiramente foram cortados de imediato pelos discos de aura de Dill e os demais explodiram ou viraram pó graças ao poder de propagação da chama da nuvem de Jack.

Akio e Elena foram direto em Margot. Akio tomou a frente e a cortou em vários pedaços, em cortes diagonais, com a lâmina da Ancient Demon King, as chamas demoníacas tomaram de conta dos pedaços pulverizando-os. Enquanto queimava,   Margot disse: 

-Deve se perguntar por que odeio tanto você, não é mesmo? - ela sorria para Elena, mas o riso foi se desfazendo conforme as chamas a incineravam - veja o livro...tem uma carta para ti. 

Margot queimou totalmente em seguida. Elena ajoelhou-se e procurou pela carta. Dill e Jack afastaram-se quando o espectro começou a desmoronar junto com Margot e caminharam alegres até Akio e Elena. 

-Como me encontraram aqui? 

-Dã, o rosário tem a minha energia espiritual...você tem minha alma, literalmente - Akio sentou-se ao lado dela, curioso a respeito da carta. 

- O capiroto sumiu quando a Margot foi queimada - Jack espreguiçou-se e também sentou-se, mesmo aquele não sendo um lugar agradável.

A carta foi escrita pelo próprio punho da Margot, à tinta e pena sobre um papel amarelado, semelhante aqueles documentos antigos do outro tempo: 

''Eu nunca fui sua amiga. Sabe por quê? Bem, vou explicar. 
Eu era guarda-costas do rei dos demônios, ele era belo, cruel e inteligente. Mas não queria ninguém. Com o tempo fui me apaixonando por ele mas ele nunca sequer elogiou meu trabalho. Eu era uma sombra que o seguia para todo canto. 
Tudo piorou com a chegada de uma híbrida ao reino.  Uma jovem que Daemon (quem você chama de Akio) trouxe de longe como prisioneira inicialmente, seu nome era Victoria (que no caso é sua vida passada) e ele a tornou guarda-costas pessoal do rei. 
Daemon era apaixonado por Victoria. Era evidente a forma íntima como se tratavam. Victoria era um soldado com privilégios de nobre, acompanhava Daemon em missões, o protegia, sentava no trono dele, comia e dormia com ele, mandava e desmandava no reino como se fosse a rainha! E eu? Eu era tratada como lixo...cada vez mais esquecida. 
Eu acabei na ruína. Dei minha alma por um poder quase ilimitado. Eu posso fazer o impossível, até mesmo renascer e te amaldiçoar a cada vida. E eu já renascia sabendo de tudo o que aconteceu, o meu ódio por você já veio muito antes do que você pensa, eu nunca fui sua amiga, Elena. Eu sempre me aproveitei, me escondi atrás de você, me fiz de boazinha para que sentisse pena de mim e eu pudesse te destruir enquanto você se ocupava em me ajudar para se sentir menos pior. Mas, você sempre vence.

Ps: O livro de feitiços é onde escrevi meu diário e onde há pistas sobre o diário de Victoria e o diário de sua mamãezinha, elas não eram essas santas, tal mãe tal filha. ''

Elena leu em voz alta sem esboçar tanta surpresa, nada muito diferente do que Asmodeus lhe disse. Akio sentiu o estômago se retorcer ao ouvir as palavras escritas por Margot. 

-Então aquela coisa ''gostava de mim''... eca! 

-Até entendo Daemon não ter se interessado por essa louca....- Dill deu uns tapinhas nas costas de Akio - nenhum homem gosta de uma mulher louca e macumbeira. Mas se acalme, seu antepassado escolheu a Victoria ou Elena. 

-Felizmente ou eu ia por minhas tripas para fora. - Akio levantou-se, limpando o sangue e agarrando a mão de Elena antes que Margot resolvesse ressuscitar e levar sua amada de volta.

-Vamos embora daqui antes que eu também comece a vomitar - Jack, assim como os outros , evitavam olhar aqueles corpos. 

Todos voltaram à casa de Dill para cuidar dos machucados quando perceberam que a casa estava escancarada e as mulheres conversavam alto e riam. No meio de Mirai e Maria, com uma xícara de porcelana entre as mãos, uma jovem ruiva sorria e inclinava-se, atacando a bandeja de doces como uma criança travessa em véspera de Halloween. Todos olhavam-na como se tivessem vendo um fantasma.

Zlata Belphegor, a rainha de copas, renascida dos mortos tomando chá e comendo bolinho.








19 comentários:

  1. Zlata Belphegor, a rainha de copas, renascida dos mortos tomando chá e comendo bolinho.
    Watttttttttttttt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Víndice precisa reforçar a segurança. :v E ainda por cima na casa do Dill batendo mó papo com Mirai e Maria. Tinha que ser a capiroto ruiva.

      Excluir
  2. Ola!
    Ainda nao consegui acompanhar a história desde o inicio, ainda so li o 1o capitulo todo! Ja vi que ha bastante potencial envolvido, assim que conseguir, vou ler tudo de seguida! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Carmem, tudo bem?

    Uau! Esse capítulo foi muito revelador. Primeiramente, acho que a Margot é personagem que tem que ser mais odiada, pois eita mulherzinha para ser ardilosa e sem escrúpulos algum, ainda fico em choque com ela. Saber o que a motivou a ir contra a Elena realmente me surpreendeu, pois ela se mostrou com tanta "raiva" do Akio, que não imaginaria que ela era apaixonada por ela. Adorei essa reviravolta!
    Também gostei da Elena deixando o lado "boazinha" e menina indefesa de lado e indo enfrentar sua rival de frente, foi algo que realmente me agradou!
    Ficarei no aguardo do próximo capítulo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice, tudo e você?
      Também acho que ela é a única nessa história que deve ser odiada, até eu a odeio. Para a Margot me inspirei em pessoas que realmente odeio e me fizeram mal e converti minha raiva em literatura.
      A Elena está mais que certa em deixar de ser sempre legal, ela só deve ser boazinha para Akio e os amigos dela.

      Excluir
  4. Carmem como sempre os personagens dando um show na história, linda a capa ficou ótima. E as revelações está ficando mais quente na história, gostei da atitude da Elena perante a Margot, esperando o próximo capítulo está cada vez ficando mais emocionante, bjs.

    ResponderExcluir
  5. ola tudo bem? cada capitulo que passa a historia nos prende mais, agora sim a Helena ganhou uma admiradora, vou a estar esperando o proximo capitulo.
    bjssss

    ResponderExcluir
  6. Vou procurar ler os outros capítulos para entender mais a história mais me parece ser muito boa parabéns muito sucesso seu blog é maravilhoso

    ResponderExcluir
  7. olá!
    Mulher que final surpreendente!!! A história esta cada dia melhor, gosto de histórias assim com muita emoção, ação, surpresas... Parabéns pelo trabalho!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Sempre emocionante os capítulos de segmentada! Eu gostei muito das capas, essa saga está cheia de revelações e a história fica cada vez melhor.Preciso acompanhar alguns capitulos que perdi para me inteirar mais ainda! Segmentada deveria ser publicada em um livro!

    ResponderExcluir
  9. Olá! Cheguei agora, por isso ainda não li os outros capítulos, mas só por esse já posso dizer que tem muito potencial! Gostaria de ver essa história sendo publicada em livro <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Não entendi muito bem pois nao li os outros capitulos, mas parabens pela escrita e criatividade. Vc tem talento. Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Vou procurar ler os outros capítulos pra entender melhor, mais sobre o seu resumo parece ser muito bom. Sucesso com o blog e continui escrevendo muito , pois você Tem potencial.
    Beijoos e sucesso!

    ResponderExcluir
  13. Acho muito fixe estares a escrever uma história!

    ResponderExcluir
  14. Oii!
    Só cheguei agora por aqui e li esse capítulo, mesmo sem entender muito vi que tem uma ótima escrita, continue assim que vai longe.
    Mas também percebi algumas semelhanças com a saga Fallen, não sei se foi só impressão por ter lido só esse capitulo.
    Gostei bastante da sua história, na verdade parece bem melhor que Fallen rsrs

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  15. Uiii gostei do clima da leitura. Muito interessante, passaria meu tempo livre lendo histórias assim mais preciso ser seletiva aos meus livros de paleontologia, paleoambiente e etnobiologia, mas amo animes, assisto muito, tenho 3 coleções completas de mangas "Fechados acredita que deixei na casa de meus pais do outro lado do país, como também 2 ensaios que escrevi que sinceramente nem sei se existem mais'. Enfim vim a 2 anos para o RJ estudar. . Bjos do Atellier Commaosdeseda

    ResponderExcluir
  16. O Dilson mandou bem na capa. Pois é, muita gente se assusta quando vê o tamanho dos capítulos, mas depois que se inicia a primeira linha fica impossível parar. Seu enredo tem um ritmo fascinante e elétrico.

    ResponderExcluir

Olá, bem-vindos (as).

Por favor, siga as seguintes regras ao participar do blog:

1- Nada de palavrões, palavras de baixo calão, mensagens de ódio, ofensivas. Serão imediatamente excluídas.
2-Respeite a opinião da outra pessoa mas não deixe de expressar a sua.
3- Nada de ''Gostei do post'' , ''lindo post'' ou ''vou conferir'' ou qualquer comentário vazio porque já vou saber que não leu nada. E eu vou ignorar.
4- Pode deixar o link do seu site abaixo do seu comentário, prometo visitar assim que possível.
5- Qualquer sugestão ou crítica construtiva serão aceitas.
6- Divirtam-se, riam, debatam, qualquer problema avise.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...